INSERIR PARA A VIDA.

As Comunidades de Inserção destinam-se a pessoas sem-abrigo em idade ativa, do género masculino, com ou sem problemas de dependência que tenham necessidade de apoio complementar transitório quer na aquisição da plena autonomia quer no treino profissionalizante.

 

A formação profissional dos residentes assume particular destaque, uma vez que esta contribui para a sua integração na sociedade e no mercado de trabalho.

Objetivo:
Assegurar a aquisição e treino de competências pessoais, sociais e profissionais;
Reabilitar o indivíduo com vista à sua autonomia.
Para o processo de (re)inserção das pessoas sem-abrigo, a Comunidade Vida e Paz tem várias respostas:

Comunidade de Inserção de Tomada

Data de criação: 2006
Local: Venda do Pinheiro
Capacidade: 21 residentes

Áreas profissionalizantes: Jardinagem, artes gráficas, carpintaria

 

Comunidade de Inserção da Quinta do Espírito Santo

Data de criação: 1993
Local: Sobral de Monte Agraço
Capacidade: 67 residentes

Áreas profissionalizantes: Agricultura, artes decorativas, carpintaria, olaria