Imprensa

Até ao final de abril, o Executivo de António Costa deverá apresentar a nova Estratégia Nacional para a Integração de Pessoas Sem-Abrigo 2017/2023

Desde 2015 que deixou de haver uma estratégia articulada ao nível nacional para apoio à população sem-abrigo. Mas Marcelo Rebelo de Sousa nunca deixou que este tema saísse da agenda política. Nos últimos meses, o Presidente da República manteve várias reuniões com associações e outros representantes envolvidos com esta causa, o que terá servido de lembrança e pressão política ao Governo.

De acordo com o “Diário de Notícias” esta sexta-feira, até ao final de abril o Executivo de António Costa deverá apresentar a nova Estratégia Nacional para a Integração de Pessoas Sem-Abrigo (ENIPSA) 2017/2023. Esta celeridade no processo será fruto da pressão de Marcelo Rebelo de Sousa, apontam as várias associações.

“Pedimos audiências e o Presidente recebeu-nos, foi uma reunião de trabalho, tivemos oportunidade de explicar como estava o processo, e percebemos que ele também estava empenhado em exercer a sua magistratura de poder dentro do possível. Coincidência ou não, a Segurança Social acelerou o processo de avaliação da estratégia anterior e o governo anunciou que estava a preparar a nova estratégia”, disse Henrique Joaquim, presidente da Comunidade Vida e Paz.

Só este ano, Marcelo visitou um abrigo em Lisboa na noite mais fria do ano, almoçou na casa de um casal que viveu na rua, serviu jantares no Porto com a associação CASA, recebeu a Comunidade Vida e Paz e no primeiro ano do seu mandato vendeu revistas CAIS, lembra o matutino.

 

In: http://expresso.sapo.pt/revista-de-imprensa/2017-03-24-Marcelo-pressionou-o-Governo-para-criar-estrategia-nacional-para-ajuda-aos-sem-abrigo